Cod. MES016 - RESUMO


Título: A MODALIZAÇÃO COMO ELEMENTO DO JOGO INTERACIONAL NO TEXTO FALADO

Autor/Instituição:

ZILDA AQUINO (USP)

Resumo: A modalização pode ser entendida como manifestação de (inter)subjetividade, de acordo com Traugott (2010). A despeito desta posição recente, não se pode dizer que o conceito de modalização no discurso esteja assentado, conforme o atestam estudiosos de diferentes linhas teóricas, como Givón (1995), Halliday (1985), Coseriu (1992), Neves (2007), entre outros. Além disso, a observação de seu funcionamento nas atividades linguageiras permite entrever um espaço significativo a ser pesquisado e que corresponde ao uso estratégico de modalizadores nas interações. Nesse sentido, temos por objetivo discutir concepções acerca da modalização e dos modalizadores e apontar para o papel que cumprem as modalizações presentes no discurso, buscando, desse modo, conhecer o direcionamento que podem dar à construção do texto falado. Entendemos que as marcas de modalização podem-se apresentar de maneira mais evidente ou menos evidente, questão que merece ser observada na construção discursiva, em razão de delinear o papel do locutor. Selecionamos entrevistas veiculadas pela mídia falada, em 2015, da qual participaram políticos proeminentes, para tratarem de temas polêmicos. As análises permitiram observar um encaminhamento significativo de proteção/ameaça às faces de ambos os participantes da atividade interacional em que os modalizadores constituíram elementos estratégicos no jogo interacional.

Palavras-chave: Língua falada; interação, modalização.